Curso prático sobre construção de túneis é sucesso de público e críticas

Nos dias 2 e 3 de agosto o CBT realizou, em São Paulo, o curso Aspectos Práticos da Construção de Túneis Convencionais (NATM) e Mecanizados (TBM). Com a participação de 70 pessoas, o evento teve o objetivo de mostrar uma abordagem global de uma grande obra de túnel. “Foi diferente do que costumamos ter no Comitê”, ressalta Cássio Moura, secretário geral da entidade. “O curso foi ministrado do ponto de vista de executores com larga experiência, que passaram por todos os pontos da obra contando casos vividos por eles. Júlio é um dos profissionais mais experientes em escavação mecanizada no Brasil. Sérgio, por sua vez, tem uma experiência em túneis rodoviários em solo e rocha que é rara no Brasil, além da experiência com Metrô”.

O curso agradou bastante os participantes, que já esperam pelos próximos. “Achei o curso excelente e já estou ansiosa pelo segundo módulo”, declara a engenheira Andrea Fernades Ern. “Tinha muito assunto interessante e os palestrantes têm muita experiência para compartilhar. Acabou sendo pouco tempo”.

Mesmo para aqueles que já têm experiência, o curso acrescentou. “Me inscrevi interessado em NATM, porque trabalho com TBM e, portanto, já é um assunto mais familiar para mim”, conta o engenheiro Fabricio Paschoalin da Silva. “Aprendi muito sobre NATM, conforme minha expectativa, mas o curso foi além disso. Mesmo já tendo experiência com TBM, foi muito interessante ver o lado do executor. Foi uma ótima oportunidade!”.

  

O conteúdo

“Procuramos passar para os participantes um pouco de todo o conhecimento que adquirimos ao longo de tantos anos de profissão”, conta o engenheiro Sergio Luiz Martins, um dos palestrantes do curso. “Foi uma oportunidade muito interessante poder dividir nossas experiências com um público tão diversificado”, completa Júlio Claudio Di Dio Pierri, também responsável por ministrar o curso. 

Durante o curso, foram abordados os mais diversos aspectos de uma grande obra de túneis, alguns raramente citados, como aspectos jurídicos, ambientais, as licenças necessárias para a realização da obra, implantação do canteiro de obras e a prática de obra tanto em túneis em NATM como executados com TBM. A abordagem foi global, do início do contrato à entrega da obra. 

“Nosso objetivo era mostrar que não é só fazer o túnel, mas integrar toda uma cidade. É um conjunto de coisas que levam à execução de um túnel da melhor qualidade, porém com o menor impacto possível tanto para o meio ambiente quanto para a população”, ressalta Júlio Pierri.

  

O público

Dentre os 70 participantes do curso, havia profissionais experientes e também aqueles que estão começando a carreira agora. “Fiquei contente ao ver o número de jovens engenheiros presentes”, destaca Pierri. “Era um público muito interessado, que fez perguntas e interagiu bastante ao longo dos dois dias”, lembra o engenheiro. 

 

Os próximos passos

A satisfação do público e dos palestrantes pode gerar frutos para a comunidade técnica. “Foi uma experiência muito gratificante”, afirma Júlio Claudio Di Dio Pierri. “Tanto é assim que já estamos pensando em um segundo módulo para o curso”, completa Sérgio Martins. 

 

As atividades do CBT

“Essa é uma prática constante do CBT: promover curso e a disseminação do conhecimento. E o Comitê é um agente fundamental nesse processo, por ser isento – não tem nenhum outro interesse a não ser realmente difundir o conhecimento”, diz Martins.  

Para Pierri, “a iniciativa do CBT de fazer um curso nesses moldes foi excelente. Agora ficamos no aguardo de outros cursos assim”.

 

Confira aqui o álbum de fotos do evento.