Trabalho sobre comparação entre TBM e NATM vence o Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz 2018 Destaque

Durante o Tunnel Day 2018, no dia 4 de dezembro, foi entregue o Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz, realizado pelo CBT. A premiação destaca o melhor Trabalho de Conclusão de Curso ou Iniciação Científica nas áreas de projeto e construção, operação, manutenção e reforço de túneis, obras subterrâneas e planejamento do espaço subterrâneo.

O trabalho vencedor deste ano foi o Trabalho de Conclusão de Curso Comparação do Desempenho dos Métodos Construtivos dos Túneis NATM e TBM com Base nos Deslocamentos Provocados, dos autores Beatriz Marcílio Guerrero, Caroline Sueko Gregorio Ogura, Ellen Thiemy Ishiko e Gabriel Correia Brizola de Oliveira, alunos da FEI. A orientador do trabalho foi Marco Rosatti.

A integrante do grupo vencedor Beatriz Marcílio Guerrero falou sobre como foi vencer o prêmio. “Foi uma surpresa, ficamos muito felizes com o resultado. Passamos o ano inteiro nos dedicando para esse trabalho e ver que ele foi reconhecido foi ótimo.”

O orientador do grupo, o engenheiro Marco Rosatti, falou sobre o projeto. “Acredito que nosso trabalho se destacou por abordar um assunto polêmico, que é comparação entre NATM e o TBM. Os alunos também inovaram e utilizaram um software para fazer cálculos e análises, enriquecendo o projeto.”

O segundo lugar ficou com o Trabalho de Conclusão de Curso Orientação Topográfica na Escavação de Túneis com Tuneladora TBM Shield, dos autores Eduardo Moreira da Silva, Josias Joel Vicente da Silva, Rogério Alves dos Anjos e Willian Roberto Giambartolomeo Meneghini, alunos da UNINOVE. O orientador foi Philipe Matias.

“Acredito que importância maior do Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz é a contribuição técnica para o desenvolvimento da área de túneis, que muitas vezes é esquecida nas graduações. A maioria dos cursos de engenharia não tem uma disciplina de tuneis, então é ótimo que exista o prêmio para estimular os alunos a contribuir tecnicamente com a área.”, afirmou o professor Philipe Matias, orientador do trabalho. Ele comentou ainda que ficou muito feliz e surpreso pelo reconhecimento da qualidade do projeto.

Para Willian Roberto Giambartolomeo Meneghini, o destaque do projeto foi graças à inovação apresentada. “Nosso trabalho tem um material inovador, em português. Ao falar sobre túneis, aborda-se muito a parte estrutural, de como é escavado. Essa parte de TBM, nova aqui no Brasil, não é muito tratada. Então a ideia do trabalho era falar sobre como a máquina se orienta no subterrâneo, um conhecimento que poucos têm.”

Para saber mais sobre o Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz e sobre os vencedores das edições anteriores, acesse aqui.